segunda-feira, 18 de fevereiro de 2019

Adaptação sem traumas

E chegamos ao início do ano letivo. E como será o início para seu filho(a)? Ele nunca foi à escola, será que sentirá sua falta? Será que vai fazer amigos? Muitas perguntas passarão por sua mente, e estas só poderão ser respondidas com o tempo. O importante é que pesquisem bem e peguem referências para escolher a Escola para seu filho(a), tenham em mente que será nela que ele(a) passará boa parte de seu dia, de seus anos... Nunca acharemos a escola perfeita, mas acharemos aquela que mais nos deixará tranquilos e confiantes em deixar nosso maior tesouro. E é justamente aí, neste acolhimento que todas as escolas e professores devem pensar. Como passar confiança aos pais?  Sempre existirá o período de adaptação, para pais e para os alunos. Adaptação à nova escola, aos novos amigos, à nova professora. Cada ano será um novo ano. E este acolhimento da adaptação não deverá ser direcionado somente aos alunos, muito pelo contrário, os pais devem sim, participar deste momento, pois somente depois que eles tiverem confiança no profissional e na escola, ele poderá respirar aliviado. Serão momentos importantes, marcos da infância. É importante o profissional escolar ter consciência e passar sempre aos pais segurança e carinho. Toda adaptação passa por etapas importantes e estas devem ser respeitadas, seguindo como a uma cartilha, para que tudo corra bem. Cada criança é única, não podemos prever o tempo exato de adaptação de cada um, mas podemos fazer com que este tempo se cumpra sem sofrimentos e traumas.
Alguns pontos importantes neste período de adaptação:

* O responsável deve saber que é ele quem deve estar seguro quanto à escolha da escola, pois se a criança perceber a insegurança será mais difícil e demorada a adaptação;


* O ideal é que o responsável ou alguém da família possa acompanhar a adaptação da criança (normalmente dos menores de 3 anos), permanecendo na escola caso a criança precise de um suporte afetivo;

* Por menor que seja a criança, não minta para ela, sempre dizer a verdade. Caso o responsável possa acompanhar a adaptação na escola, dizer que ele estará ali caso a criança sinta saudade, caso contrário dizer que terá que ir embora, mas que logo retornará para buscá-la;

* O profissional escolar deve saber acalentar e entender o choro de cada aluno;

* Brincadeiras, músicas, bolas de sabão, banhos de mangueira ou de piscina são ótimas pedidas para este momento inicial;

* É essencial que os alunos tenham uma área externa e um ambiente seguro para passarem pela adaptação;

* Levá-los para a sala, fechá-los dentro de 4 paredes não é recomendado, mesmo com joguinhos ou tv;

* As crianças precisam conhecer o ambiente e principalmente o profissional que irá acompanhá-la durante  o ano, que irá ajudá-lo a desenvolver e a crescer;

* O tempo de permanência do aluno na escola, durante este período, também pode ser reduzido, fazendo com que o aluno não sinta tanto tempo longe de casa;

* Mimos e lembrancinhas dados na escola são importantes nesta fase para que o aluno sinta o carinho e o amor dedicado a ele.


Após pais e filhos se sentirem acolhidos, o período de adaptação terá acontecido sem maiores problemas e todos poderão desfrutar de momentos importantes da criança, onde afetividade, desenvolvimento e diversão devem andar sempre juntos. É importante que família x escola estejam sempre em contato, mantendo sempre o bom relacionamento e o diálogo, em prol do bom desenvolvimento do aluno.